(por)

com as argamassas Unilit fazemos betonilhas de cal - mais elásticas que uma betonilha de cimento e perfeitamente adequadas à colocação sobre sistemas de aquecimento radiante para pavimentos; 

com o sistema Pedes fazemos pavimentos em argamassa de cal. pavimentos minerais em 10 opções de cor que pela sua irregularidade têm um carácter e beleza únicos.

são protegidos de forma perfeitamente natural e respeitadora do ambiente com cera de abelha e óleo de linhaça (consulte as nossas opções de protecção)


(sobre a cal)

a cal, quando endurece, ganha a resistência que lhe permite ser utilizada em edificações tão complexas como uma catedral.

tem em simultâneo uma outra particularidade que a destaca quando comparada com materiais 'similiares': a flexibilidade.

uma argamassa de cal tem a capacidade de melhor absorver os stresses a que as paredes são sujeitas, não só pela sua elasticidade, como pelo processo que produz o seu próprio endurecimento, a carbonatação - que pode demorar vários anos e até séculos, dando à argamassa a qualidade de se reparar a si própria.


esta lenta reacção prolongada no tempo, assegura também que a fissuração produzida pela retracção é menor, reduzindo a probabilidade de aparecimento de fissuras. daqui decorre, por exemplo, que as alvenarias executadas com argamassas de cal não necessitam de juntas de dilatação, ou a utilização de redes de reforço quando da aplicação de gessos.


após a primeira reacção química da cal - hidraúlica - a argamassa obtida já é suficientemente dura e impermeável  (à água, mas permeável ao vapor de água), de onde decorre que a crença de que a cal é um material que se desfaz ao contacto com a água é absolutamente errada.


a força mecânica da cal é inegável, tão só como o evidenciam estudos recentes sobre  a adequação dos métodos constructivos em zonas sujeitas a sismos e que concluiu que todas as construcções - incluindo as executadas com cimento e seus derivados - tinham sofrido danos de forma muito mais significativa do que nas peças edificadas com cal, em que as vibrações tinham sido absorvidas pela flexibilidade própria do material.


(eng)

with the Unilit mortars we make lime screeds - more elastic than a cement screed and perfectly adapted for floor heating systems;

with the Pedes system we make beautiful mineral floors, in 10 unique colours and protected in the most natural way: bees wax and linseed oil (see our protection options)


(about lime)

lime, once hardened, can bring sufficient strength to allow the construction of traditional masonry, even if it is complex and high as a cathedral.

lime has another property that makes it unique compared to similar materials: its flexibility. a lime mortar can absorb certain strains in the wall constructions. This thanks to its elasticity, but also because of its slow reaction (carbonation), which can sometimes last several years or even centuries. This allows the mortar the ability to repair itself.


this slow reaction also ensures that there will be almost no appearance of cracks due to shrinkage. the advantages following out of this property are for example that masonries with lime mortars have no need of dilatation joints, or that there is no need for additional reinforcement meshes in plaster applications.

after the first reaction (hydraulic) we already obtained a mortar which is sufficiently hardened and waterproof (but still permeable to water vapour). so this is a misunderstanding when someone pretends that lime has the property to wash off a wall.


that lime has a mechanical strength in a building is undeniable, as evidenced in recent studies in areas subject to earthquakes. it was found that all constructions including concrete elements and finishes in cement had suffered much more than buildings erected mainly with lime. the vibrations from quakes were absorbed thanks to the flexibility of lime

Using Format